Poema da Eternidade................

Poema da Eternidade................

de Maria Cecília Bonna

Poema da Eternidade

Quando quiseres ser alguém,
Alguém que valha a pena notar,
Seja aquele que vive o hoje.
Não olhes para trás tentando refazer
Os caminhos já desviados.
Nem queiras supor o amanhã
Para tentar desvendar o que dele virá.
Vive o agora e olha o “em torno”.
Percebe de onde vem a dor do mundo,
Que isso é o que importa.
E deixa fluir de ti
A Esperança que conduzirá à cura.
Não sejas um obstáculo aos sonhos
Mas uma ponte para a imaginação.
E assim teu tempo será ilimitado.
Pressentirás as origens e o fim,
Sem medo, sem culpa, sem dor.
E estarás vivendo
Unicamente o Hoje.
E ao vivê-lo cuida para que,
Acima de tudo,
Não queiras imortalizar tua passagem.
Deixa que ela se dilua,
Nas pequenas coisas da vida como um olhar, um sorriso, um afago.
Que tua passagem possa ser apagada rapidamente,
Como se apagam as marcas na areia.
Pois o que ficará de ti,
Já ficou impresso nas almas
dos que te cercavam.
E esses levarão a outrem
O que deixaste impregnado.
O mesmo sorriso, o gesto de amor e atenção,
O afago.
E essa marca de amor, que se conduz pelas pessoas,
É a tua eternidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *