Perguntas Frequentes

TIRE SUAS DÚVIDAS

Muitas perguntas são feitas sobre a Educação Waldorf. Seguem as dúvidas mais freqüentes:

O que é a Educação Waldorf?
A Educação Waldorf recebe esse nome em função da primeira escola, criada por Rudolf Steiner para os filhos dos operários da fábrica Waldorf Astoria.
A Educação Waldorf é uma forma única e distinta de Educação para crianças, praticada mundialmente nas Escolas Waldorf.
As Escolas Waldorf formam atualmente a maior cadeia independente de Escolas do mundo e, provavelmente, a que mais rapidamente tem crescido nos últimos anos.
Não existe uma estrutura centralizadora e cada escola é administrada independentemente. Existem, no entanto, associações que provêem recursos, publicam materiais, patrocinam conferências, promovem o movimento e cuidam para o correto e responsável uso do nome Waldorf.
No Brasil temos a Federação das Escolas Waldorf (fewb@terra.com.br) que cuida de referendar o uso do nome e a aplicação da Pedagogia.

Quantas Escolas Waldorf existem atualmente?
Existem mais de 800 Escolas Waldorf espalhadas por 40 países. A rede de Escolas Waldorf é a das que mais cresce atualmente.

Por que a Pedagogia Waldorf é diferente de outras Pedagogias?
Como disse Rudolf Steiner: “nosso mais alto empenho deve ser o de desenvolver seres humanos capazes de, por eles próprios, dar sentido e direção às suas vidas”.
A principal meta de uma Escola Waldorf, é desenvolver o ser humano global: “cabeça, coração e mãos”. Para tal há um currículo que balanceia as matérias de forma equitativa.
Para fins de didática dividiremos o currículo em três partes:

• O currículo para a Educação infantil – 0 a 6 anos
• O do Ensino Fundamental
• O do Ensino Médio

Na Educação Infantil este currículo contempla extensa preocupação com vivências de arte como a música, e diferentes artes plásticas; do fazer, como trabalhos manuais, jardinagem, marcenaria, culinária e horticultura; com o desenvolvimento físico através do brincar e jogos dirigidos aos sentidos e ainda uma preocupação com o desenvolvimento da imaginação como rodas rítmicas que acompanham as épocas do ano e a roda de contar história, que é diária. Através dessas atividades as crianças amadurecem física e emocionalmente e chegam à prontidão par o aprendizado.
Além dessas atividades há uma enorme preocupação em trabalhar as atividades de movimento, a fala, a coordenação, lateralidade etc. Seja através dos ritmos diários, ou através do brincar.
A fantasia e a criatividade são estimuladas através de histórias, teatros e dramatizações, canções, do brincar livre e da participação espontânea nas atividades da vida diária que desenvolvemos com as crianças.
Cada atividade acontece de forma adequada à idade das crianças. A criança é respeitada em seu amadurecimento.

Como é o curriculum Waldorf para o Ensino Fundamental?
Muito pode ser pesquisado no site da Federação das Escolas Waldorf no Brasil, mas podemos dizer que além do currículo básico como: português, matemática, ciências físicas e biológicas, história e geografia; os alunos do Ensino Fundamental em uma Escola Waldorf, terão outras matérias como: astronomia, teatro, zoologia, botânica, mineralogia, geometria à mão livre, artes aplicadas, euritmia, música, trabalhos manuais, artesanato, marcenaria, modelagem, artes plásticas e cênicas, assim como ( na maioria das escolas) duas línguas estrangeiras (alemão, inglês ou ainda espanhol).
Em termos metodológicos, o currículo Waldorf pode ser comparado a uma espiral ascendente: as matérias são revistas várias vezes e a cada nova exposição uma nova e mais profunda visão do conteúdo exposto vai sendo oferecida.

Numa genérica visão curricular temos:
Do 1º ao 3º ano
Introdução ao alfabeto, Leitura e escrita, Poesia e teatro,
Lendas, Contos, Folclore, Histórias do Velho Testamento
Números, cálculos mentais e quatro operações; Jardinagem, Trabalhos Manuais, Música,Alemão,Inglês

Do 4º ao 6º ano
Português: Escrita, leitura, gramática, poesia e teatro
História: Civilizações antigas, Mitologia Nórdica e Greco-romana
História Medieval, História do Brasil:
Cálculos em matemática e frações, porcentagem e geometria
Geografia, zoologia, botânica, astronomia, mineralogia e física
Trabalhos Manuais e de Artes: ponto cruz, costura, tricô, crochê, pintura, Modelagem, desenho com carvão mineral.

7º ano em diante
Português: Redação, Leitura, Interpretação de textos, Gramática, Poesia e Teatro
Renascimento, Idade Moderna, 1ª e 2ª Guerras, História Contemporânea
Álgebra e geometria, Geografia, Física, Química, Astronomia, Geologia e Fisiologia, Tecnologia

O que é Euritmia?
Euritmia é uma arte do movimento, na qual música, rítmos, poemas ou sons são expressados através de movimentos corporais. Movimentos específicos que correspondem aos sons ou notas específicas. A Euritmia também é chamada de “fala visível” ou “música visível” e faz parte do currículo das Escolas Waldorf.
Ela busca, primordialmente, harmonizar as forças e os movimentos corporais das crianças através de ritmos e sons. A Euritmia estimula a coordenação e fortalece a habilidade de ouvir.
Quando as crianças vivenciam a Euritmia, é como se fossem uma orquestra trabalhando numa relação espacial, ou seja: as relações espaciais de uma criança para com as outras passam a ser bastante claras e atuarão no fortalecimento das suas relações sociais.
A Euritmia é ensinada por um professor que recebeu uma formação de seis anos e o seu uso também pode ser voltado para o campo terapêutico curativo ou ainda o artístico, através de performances.

Qual a filosofia por trás da Educação Waldorf?
De acordo com sua filosofia, chamada Antroposofia, Rudolf Steiner esboçou um currículo que tivesse como pano de fundo as fases do desenvolvimento da criança.
Ele pensava que o papel da Escola era o de prover as necessidades das crianças de acordo com as suas necessidades para um desenvolvimento saudável e não o de atender às necessidades impostas por um Governo ou por forças econômicas. Desta forma, ele desenvolveu um currículo que incentiva e encoraja a criatividade, que nutre a imaginação e que conduz as crianças a um pensamento livre.

Durante a segunda guerra a Pedagogia Waldorf e a Antroposofia foram muito combatidas na Alemanha, pois pregavam a liberdade do pensamento humano, estando em desacordo com as idéias de Hitler.

“Visão Espiritual da Criança”, tem algo a ver com uma visão de Religião?
Não. Embora tenha fundamentos cristãos, nenhuma doutrina religiosa em particular, é defendida ou ensinada. Ao longo do ano, festas como a Páscoa, São João, São Micael, Natal e a Semana da Primavera, são celebradas. Visam principalmente, despertar na criança seus valores e seus sentimentos de compreensão, admiração e reverência à beleza da vida e da natureza.
Estas e outras Festas, de acordo com o pensamento da Educação Waldorf, servem para religar ou conectar a humanidade com os rítmos da natureza e do cosmos. Essas Festas têm origens nas culturas mais antigas e também são uma forma de comemoração das mudanças de estação. São povoadas da alegria e entusiasmo das crianças, quer na preparação, como na celebração.

Por que as Escolas Waldorf recomendam que as crianças não assistam TV?
A razão para isso tem a ver não só com os efeitos físicos que a TV pode ocasionar numa criança em desenvolvimento, como quanto ao conteúdo da maioria das programações – inclusive infantis – apresentadas pela Televisão.
A Educação Waldorf acredita que a TV pode atrapalhar ou impedir seriamente o desenvolvimento imaginativo na criança- e a imaginação, dentro da visão Waldorf, é a principal faculdade para o desenvolvimento saudável do indivíduo.
Igualmente o uso de Computadores, principalmente os vídeo games, não é recomendado para crianças pequenas. É importante dizer que os professores Waldorf não estão sozinhos neste questionamento e postura.
Uma série de artigos, livros e estudos sobre os efeitos nocivos da TV e do uso de Computadores por crianças tem sido publicada nos últimos anos.

Por que os alunos são acompanhados pelo mesmo professor por 8 anos?
Entre 7 e 14 anos de idade, durante o ciclo de Ensino Fundamental, as crianças aprendem melhor através da aceitação da autoridade, assim como na Educação Infantil, aprendiam através da imitação. No Fundamental, especialmente nos primeiros anos, a criança está aprendendo a expandir sua experiência além do círculo familiar e da sua própria casa. Ela amplia suas relações além da família.

O grupo de crianças da sala de aula torna-se um tipo de “família” e o papel da autoridade (que numa analogia, equivaleria ao papel dos pais em casa), é representado pelo professor. Com esta abordagem, professor e aluno acabam se conhecendo profundamente; o que permitirá ao professor, ao longo dos anos, encontrar a melhor forma de lidar com as dificuldades particulares de aprendizado de cada aluno.
O professor acaba sendo um “membro adicional” para a maioria das famílias de seus alunos.

É necessário acrescentar que o professor não é o único professor a ensinar na classe, assim como receberá ajuda e tutoria em seu preparo. Nos últimos anos, o professor tem a opção de não ministrar as matérias para as quais não se sinta preparado.

Como a Educação Waldorf lida com crianças que apresentam dificuldades?
A Pedagogia enxerga o ser humano em sua totalidade. Não se privilegia o intelecto, ou as habilidades artísticas, ou manuais, mas procura-se encontrar qual a forma com que a criança manifesta seu potencial, a sua expressão especial no mundo.
Por isso, as Escolas Waldorf relutam em rotular, a pretexto de diagnóstico, crianças com termos tais como: “lenta”, “agressiva” ou “problemática”. A criança que apresenta problemas em uma área – seja cognitiva, emocional ou física – geralmente trará em si, aspectos bons e positivos a serem ressaltados.

LINKS IMPORTANTES
www.federacaoescolaswaldorf.org.br/
www.elo7.com.br/mundomagicodavida
www.artesocial.org.br